terça-feira, 28 de agosto de 2007

VÔO DO AMOR



Um airoso pássaro saracoteia
no ar, adejando encantador
Ah!, vejo outro sobre a ameia
Uau, percebo!, é a dança do amor

Ele sobe, voluteia, vibra no ar,
chilreia uma melodia tocante,
galanteios para a fêmea excitar,
o macho está em transe delirante

Lânguida, a fêmea olha e espera,
sabe do que ele é capaz por ela,
então, sinal de sim, se prepara

Assim, o macho aterrissa frenético,
e, ansioso, busca o ciclo genético
acoplando, penetrando... acasala

Um comentário:

Cid Augusto disse...

Grande Gilbamar,o blog está ótimo, lírico à imagem do autor. Parabéns e vamos em frente.

Cid Augusto