sábado, 28 de junho de 2008

APENAS UM SONHO

Quem dera a vida fosse um mar de rosas

com sombra, água fresca e muita bonança,

nossas horas fossem tão maravilhosas

quanto aqueles momentos de festança

*

Não seriam necessárias as prisões

nem polícia andando com as armas,

seríamos guiados pelos corações

desconheceríamos todos os carmas

*

Quem dera se todos vivéssemos em paz,

o mundo sem pingos de sangue nos jornais

e para todos tivéssemos alimentos

*

talvez vivéssemos bonita quimera

realçando a humanidade sincera

bem distante dos conflitos e dos tormentos

Nenhum comentário: