domingo, 21 de setembro de 2008

AS ROSAS CALAM


Teus lindos pés deslizam suavemente,
vão caminhando com delicadeza
sobre rosas que brotam do chão ardente
e completas as flores com rara beleza.
-
Caminhas como rainha soberana,
as flores se abrem à sua passagem
qual o oxigênio à irresistível chama,
pois da majestade és doce imagem.
-
É tão simples vislumbrar que és mais bela
por mais que lindas sejam tantas rosas,
vê, teu esplendor é completa aquarela!
-
A música, as cores, tudo a ti se curva,
quem não é cativo a ti, ó maravilhosa?
E digo - ouso! -: a lua ante ti se turva!

2 comentários:

elisabete fialho disse...

Aventura gostosa e cheia de SENTIRES tive eu ao aqui vir para agradecer sua visita e comentário
Comecei a ler... a ler... a ler e as horas a passarem.
Vou sair daqui pois tenho muita coisa a fazer mas...vou voltar para encontrar um MOMENTO de pura satisfação
Um abraço

Ana Martins disse...

Um soneto escrito com encanto e beleza.

Beijinhos