sexta-feira, 15 de maio de 2009

SOBRE O AMOR


Não há forma mais sublime de expressar o amor do que amando, afinal não são as palavras que demonstram o sentimento; amar é transpirar poesia.

**




Por mais tosca que seja, uma janela parece maravilhosa quando emoldura uma linda mulher.






Essa capacidade de se entusiasmar como a sorrir para a vida com todo vigor nasce, sim, de um coração deveras saudável em seus sentimentos.

***

Se bem o amor seja um sentimento cheio de deliciosas armadilhas que muitas vezes ferem e magoam, é um dos melhores momentos da vida humana.

20 comentários:

Agulheta disse...

Gibalmar. O amor é o mais sublime dos sentimentos, quem ama anda nas nuvéns a toda a hora.
Beijinho bfs

Carmem disse...

Falar de amor sempre envolve emoção!...
Gostei da parte do tex que diz: "Não há forma mais sublime de expressar o amor do que amando"...
Realmente é assim.

Beijo e ____0____

Caperucita disse...

Bellas palabras acompañadas de esta preciosa imagen.
Te deseo un estupendo fin de semana con todo mi cariño.
Besos.

paula barros disse...

É sempre bom ler sobre o amor. Principalmente escrito por quem vive.

Porque nem sempre palavras escritas, refletem momentos vividos.

Todas as frases estão profundas para o refletir, e transbordando beleza.

abraços, ótimo final de semana para a família.

isis de la noche disse...

"Amar es transpirar poesía"

GUAO!!! ;)

Y tu poesía, ciertamente transpira amor, querido amigo..

besos!!!

Roberto Ney disse...

é sempre bom exaltar o amor.
ele é um ilustre homenageado em grande parte dos meus poemas. Em alguns deles o amor não aparece, mas em todos ele está presente.
Senti o mesmo aqui.
grande abraço!

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO GILBAMAR... CONCORDO QUE O AMOR PURO E SIMPLES É O MAIS BELO SENTIMENTO... A MEU VER SÓ SUPLANTADO, PELA AMIZADE VERDADEIRA... VOTOS DE UM BOM FIM DE SEMANA!!!
ABRAÇOS DE CARINHO E AMIZADE, FERNANDINHA

Adrisol disse...

hermosa entrada sobre el amor!!

lo más maravilloso que nos puede pasar...........felicitaciones,amigo....

besitos para tí y para tu esposa

Josselene Marques disse...

Caríssimo Gilbamar:

Quanta poesia! Só quem vive o amor o descreve com tanta propriedade. Parabéns! É sempre bom passar por aqui. É prazer e aprendizado garantidos.

Ah! Ontem, fiz uma postagem especial, no meu blog Expressão(http://jmmfselene.blogspot.com), sobre a nossa cidade (Mossoró). Quando puder, dê uma "passadinha" por lá para conferir, certo?

Ótimo final de semana.

Abraços fraternos para você e Ana.

Ana Maria disse...

Como é bom ver as pessoas falarem de amor. Amei refletir tantas palavras sobre o amor.
Muito sublime.
Bjs!

Sonia Schmorantz disse...

Sempre tudo muito bonito e cheio de amor por aqui.
Um lindo final de semana para vocês.
abraços

Marina-Emer disse...

Es verdad el amor es uno de los mejores momentos de la vida .
Feliz fin de semana
Abrazos
Marina

Princesa disse...

Passei para desejar um bom fim de semana
um beijo

Ana Martins disse...

Caro poeta,
uma verdadeira doçura este post... A D O R E I !!!!!!!!!!

Beijinhos,
Ana Martins

SAM disse...

Que lindo, Gilbamar! Tão singelo, tanta beleza! Este post transborda amor e poesia.


Linda semana. Abraço afetuoso.

•.¸¸.ஐBruneLLa França disse...

Quando o amor me chamou, segui-o, embora seus caminhos sejam agrestes e escarpados. E quando ele me envolveu com suas asas, cedi-lhe, embora a espada oculta na sua plumagem possa me ferir. E quando o amor me falou, acreditei nele, embora sua voz possa despedaçar meus sonhos como o vento devasta o jardim. Pois, da mesma forma que o amor me coroa, assim ele me crucifica.

E da mesma forma que contribui para meu crescimento, trabalha para minha poda. E da mesma forma que alcança minha altura e acaricia meus ramos mais tenros que se embalam ao sol, assim também desce até minhas raízes e as sacode no meu apego à terra.

Como feixes de trigo, o amor me aperta junto ao meu coração. Ele me debulha para expor a minha nudez, peneira-me para libertar-me das palhas, mói-me até a extrema brancura e me amassa até que me torne maleável.

Então, o amor me leva ao fogo sagrado e me transforma na ambrosia do banquete divino. Todas essas coisas, o amor opera em mim para que conheça os segredos de meu coração e, com esse conhecimento, converta-me na ambrosia do banquete divino.

Todavia, se em meu temor, procurar somente a paz e o gozo do amor, então seria melhor que cobrisse minha nudez e abandonasse a eira do amor para entrar num mundo sem estações, onde rirei, mas não todos os meus risos, e chorareis, mas não todas as minhas lágrimas.

O amor nada dá senão de si próprio e nada recebe senão de si próprio. O amor não possui, nem se deixa possuir. Pois o amor basta-se a si mesmo. E não imagino que possa dirigir o curso do amor, pois o amor, se me achar digna, determinará ele próprio o meu curso. O amor não tem outro desejo senão o de atingir a sua plenitude.

Se, contudo, amo e preciso ter desejos, sejam estes os meus desejos:
De me diluir no amor e ser como um riacho que canta sua melodia para a noite;
De conhecer a dor de sentir ternura demasiada;
De ficar ferida pela minha autocompreensão do amor e de sangrar de boa vontade e com alegria;
De acordar na aurora com o coração alado e agradecer por um novo dia de amor, descansar ao meio-dia e meditar sobre o êxtase do amor, voltar para casa à noite com gratidão;
E de adormecer com uma prece no coração para meu amor e nos lábios uma canção amor à vida.

Beijos e borboleteios

Pato´s disse...

Bellisima letras y lindas imagenes! Gracias por compartirlas!

Besitos de chocolates:)
Gilbamar que tengas una semana maravillosa:)

Papoila disse...

Gilbamar:
E como se fala com ternura e emoção de amor neste canto.
Beijos

Atreyu disse...

Achei incrível!
Acho esse blog o que mais mostra AMOR!!!
...rsrsrsrsrs...
Bonito isso

Atreyu disse...

Achei incrível!
Acho esse blog o que mais mostra AMOR!!!
...rsrsrsrsrs...
Bonito isso