terça-feira, 1 de dezembro de 2009

TROVAS SENSUAIS

Vejam só, essas minhas trovas abaixo foram CENSURADAS por um site de poesia e de lá deletadas, deixando-me surpreso e perplexo. Gostaria de saber a opinião de vocês sobre o que eu considero simplesmente uma obra de arte poética, decerto mais lírica e singela do que muitas cenas de sexo explícito em tantas novelas das seis, das sete e das oito. Por favor, leiam e opinem.


Beijei teus lábios carnudos
num instante envolvente
abraçamo-nos desnudos
com afagos indecentes

Macio como o veludo
teu corpo deitou na cama,
teu olhar lindo e tesudo
recrudesceu a minha chama

Tuas nádegas sensuais
alçaram exuberantes
e reflexões irracionais
excitaram-me vibrantes

Ardia-me de desejos
todo o meu ser te queria
deitei-me, dei-te beijos,
percebi que tu gemias

Malgrado a ansiedade
de possuir-te ligeiro,
em fogo a virilidade,
fui carinhoso primeiro

Quão belo espetáculo
o nu do teu corpo deitado
teu lindo receptáculo
ao meu dispor, excitado

Tuas coxas lindas beijei
virei-te suavemente
teus seios acariciei
dois céus, cálidas sementes

Com a lança toda em riste
e teu alvo úmido e quente
encaixei, e quando sentiste
puxaste-me envolvente

Entre sussurros e gemidos
línguas entrelaçadas
amamo-nos absorvidos
almas gêmeas encantadas

15 comentários:

Josselene Marques disse...

Caro amigo:

Suas trovas sensuais são, como você mesmo disse, uma obra de arte. Não vejo obscenidade. Vejo uma linda descrição poética do ato de amar.
Infelizmente, a hipocrisia ainda se faz presente no comportamento/julgamento de muitas pessoas.
Então, eu pergunto: onde fica a liberdade de expressão?

Ótimo final de semana.

Abraços para você e Ana.

Má... disse...

Olá!

Li seu poema e gostei muito.
Muito erótico e nada de pornográfico, o que significa que é uma arte.
O que acontece,Gilbamar, é que as pessoas precisam diferenciar o que é ser erótico e o que é ser pornográfico, a partir, até mesmo mesmo, da etimologia de cada uma dessas palavras.
Fiz um trabalho de pós-graduação em Língua Portuguesa voltado para essa área da nossa linguagem, ou seja, pesquisei a fundo como tratar coisas diferentes com as devidas diferenças, ou seja, a diferença entre o erótico e pornográfico.
Baseado na obra de Carlos Drummond, "O amor natural", meu trabalho foi de cunho respeitoso, sendo considerado excelente perante as considerações linguísticas nele identificadas.
Nessa obra, Drummond lança mão dos seus mais íntimos e puros sentimentos e escreve poemas na mesma linha do seu.
Descobri que não só Drummond, mas também muito escritores de renome, inlcusive da nossa época quinhetista, cita-se aqui Gregório de Matos (o boca do inferno), como um dos muitos que tiveram os seus mais lindos poemas nessa linhagem.
Parabéns pelo poema. Acredito que as pessoas que mal interpretaram seu poema não têm nem mesmo condições de interpretar os deles próprios, pois o léxico de nossa Língua é composto por todos os tipos de palavras, uma variedade imensa, sendo que a mesma palavra pode ser usada em sentido conotativo ou denotativo, depende da intenção do que você quer transmitir ou entender...
Assim, acredito que a sua inteção,ao escolher um léxico tão específico para demonstrar seus sentimentos,é perfeitamento pura.
So sorry para quem os usou na má interpretação.
Ora, se nem Jesus conseguiu agradar a todos, por que nós, meros mortais teríamos essa pretenção?
Novamente, Congratulations!!!
´
abraços,

Má.

Ana disse...

Gracias por visitar mi playa, puedes volver cuando quieras.

Muchos besitos y feliz domingo.

Isa disse...

Meu querido Amigo,sabe que,por temperamento e Amizade,não lhe mentiria. Assim,aqui vai:será que as
pessoas que retiraram seus versos sabem "ler" a beleza e a sensualidade
pura deste "quadro lindíssimo" que aqui deixou?
Pena tenho se assim foi.Ao retirarem
perderam algo de muito belo.
Beijo.
isa.

Giane disse...

Amigo Gilbamar...

O poema está bonito e decente, não vejo razão para a censura, a não ser inveja da gente que não tem inspiração e competência para escrever tão belamente.

Beijos mil!!!

Adrisol disse...

para mí.......es un poema sensual y erótico,no pornográfico!
habrá que ver que calidad de moral pacata tienen quienes lo han sensurado....

muy bueno!!
abrazosss

Canduxa disse...

Um poema cheio de sensualidade e que descreve a paixão e o desejo do ser humano.
Não creio que tenha de ser interpretado como pornográfico…cada um o lê com os olhos com que se vê e vê o Mundo.
Agradeço a sua visita e o seu comentário e fico feliz por ter gostado tanto da minha cidade e país. A ponte da Arrábida, que tem no seu blogue, é de facto linda….e à noite parece mágica.

Um abraço colorido

Joice Worm disse...

Bom, em outras palavras, está bom sim senhor!
Tenho dito.

Dalinha Catunda disse...

Olá Gilbamar,
Muito bonita suas trovas, bem elaboradas, sensuais, eróticas, sem jamais passar nem perto de serem pornográficas.
Um abraço,
Dalinha

Rosana Ibanez disse...

Olá Gilbamar!
O seu poema é lindo e merece muitos elogios! É um ato de amor entre duas pessoas que estão apaixonadas e totalmente entregues uma a outra. Não li nada que me chocasse, ao contrário, li o amor, nada mais.
Beijo e ótima semana

Andrea disse...

Sensualidade escrita com delicadeza...quem fez isso não entende nada de um belo poema...:)

Que bom...vim agradecer sua visita e acabei ficando por aqui.

Abraços

Lara Amaral disse...

Bela trova sensual, gostei!

Mas quem deve aprovar mesmo é sua esposa, hehe, pois demonstraste muito romantismo e paixão.

A censura está na cabeça das pessoas, deixe isso para lá. É que alguns têm medo de sentir, se entregar, se emocionar. Na poesia, devemos nos entregar por inteiro, o leitor percebe a nossa verdade.

Parabéns, poeta, beijos!

La Gata Coqueta disse...

La verdad es que no lo puedo entender el porque se han retirado...

Yo visito muchos blogs a la semana y me encuentro cosas que no me agradan, en la forma que esta narrado porque cuando se describe un cuerpo desnudo o se habla de sexo como tal, hay que tratarlo muy delicadamente y se puede decir en poesía sabiendo hacerlo lo que se quiera sin resultar obsceno.

Luego por mi parte en esta poesía no le encuentro ningún defecto de los antes señalados.

Hay dulzura y amor tratado con mucho afecto.

Seguro que tenían ganas de tocarte las narices, porque no lo puedo entender amigo.

La vida es así a veces de cruel.

Un abrazo y gracias por tu visita al blog.

Natacia Araújo disse...

É por essas e outras que eu abandonei por completo toda e qualquer perspectiva de parcerias e projetos com grandes editoras e me recuso a fazer parte de projetos onde exista qualquer manipulação e trava a arte.
Sua poesia está indomesticável e linda, não se preocupe com a hipocresia de nosso meio literário, ela ainda enterrará muitos artistas pela vontade de fama e nada mais.
Parabéns pelo trabalho e pela poesia. Guarde essa como a um troféu.
Beijos!

Paula Laranjeira disse...

de fato as novelas são bem mais pornográficas, e ninguém as tira do ar...Sua poesia é intensa e bela...bjs