sábado, 24 de abril de 2010

NO DIA DO LIVRO

Todo aquele que lê
e luta pela cultura,
como sabe receber
as mudanças com bravura

Porque leitura é arco
que estica o conhecer,
algo como um barco
que leva o mundo a você

Todo leitor é esperto
sabe o rumo que tomar,
vai pra longe, vai pra perto,
e a hora certa de voltar

Ensine seu filho a ler,
faça-o gostar de livros,
assim ele vai aprender
a não ser um morto vivo

Pois é cego quem nunca leu
e como árvore vegeta,
humano que não aprendeu
a ter na vida sua meta

Não passa de criatura
que não sabe discernir
entre dor e amargura,
as verdades do mentir

Livro não é para expor
na biblioteca triste,
mas alimento e sabor
à alma que nunca desiste

Viajamos na leitura,
nela somos cidadãos
voando nas alturas
mantendo os pés no chão

Que o livro, no seu dia,
tenha reconhecimento,
leia agora quem não lia
ganhando conhecimento

3 comentários:

Catarina Poeta disse...

Companheiro de blog, saiu meu 4° livro, e você pode fazer download em http://www.bookess.com/read/3082-releituras/
Forte abraço!

Ana Martins disse...

Bravo poeta,
um fantástico poema de incentivo à leitura~.

Não poderia publicar nada melhor no dia do livro, adorei!

Beijinhos,
Ana Martins

INFETO disse...

Belissimo irmão, muito triste saber que o que nos oferece tanto por quase nada nao tem seu devido reconhecimento. abraços

http://poesiafotocritica.blogspot.com/

- tenho um conto que fala sobre isso. vê lá no Recanto. lado direito do meu blog

Abraços