terça-feira, 7 de setembro de 2010

HOJE EU ABRAÇO O LUAR

Hoje vou sair por aí a contar estrelas
tal qual um romântico apaixonado,
abraçarei o luar e me darei por feliz
como a criança que só deseja brincar

Olvidarei os conselhos e direi não ao medo,
não hesitarei em dar a mão ao insólito
porque nele verei novas perspectivas
que um viver temeroso não descobre

Andarei descalço sobre a relva verde
à procura de atávicos momentos
de muitos outroras já diluídos e esquecidos
nas brumas do tempo impiedoso

Que venham novas amizades no caminho
e novas luzes brilhantes sejam acesas
para iluminar as pegadas humanas
de modo que jamais se percam na jornada

Hoje só anseio ser um louco que ouve estrelas
e fala poemas às plantas nos jardins floridos,
bastam-me apenas os sonhos acalentados
e os carinhos de minha musa inspiradora

4 comentários:

Isa disse...

Querido Amigo,mais um poema maravilhoso com esse "toque de coração apaixonado".
Lindo!
Beijo.
isa.

Ana Martins disse...

Boa noite Gilbamar,
abraçar o luar é coisa de poeta mesmo, lindo o seu poema!

Beijinhos,
Ana Martins
Ave Sem Asas

Romicas disse...

Que poema lindo!
É sempre um prazer ler o que você vai escrevendo.
Um beijo também para a Ana.
Romicas

Marilu disse...

Querido amigo, esse poema é uma linda declaração de amor...Beijocas