domingo, 8 de maio de 2011

DIA DAS MÃES


FELIZ DIA DAS MÃES!




Ah mãezinha querida
que já o tempo envelheceu
quanta tristeza contida
mas seu amor nunca morreu

Nunca pediste presentes
só um pouco de atenção
inda que todos contentes
dessem sempre de coração

Tu só querias abraços
de teus filhos já crescidos
todos lá no teu regaço
sorrindo agradecidos

Por teu tempo e dedicação
pela dor de nos conceber
pelos calos de tua mão
tão feliz por nos ver nascer

Sei, nunca vou compreender
a sublime maternidade
sou homem, não sei entender
um grande amor de verdade

Pois de mãe sublime é o amor
além da realidade
além dos limites da dor
além da eternidade

@Gilbamarpoeta no twitter


3 comentários:

blog-di-cavalcanti.com.br disse...

Poeta, parabéns pelos lindos versos que brotaram de um coração cheio de carinho e amor.
Que o bom Deus continue iluminando as varandas da sua imaginação para nos brindar sempre com sua força e magia poética.
Grande abraço, do amigo
José Maria Cavalcanti
www.bollog.com.br

Ernani Motta disse...

Gilbamar, você, não sei se lembra, trabalhou comigo no BB, em Macapá. Caramba, bicho, que legal lhe encontrar na blogosfera. O poema é admiravelmente sensível. Gostei.
Um abraço.

Patricia O. (Patokata) disse...

hermosas letras!!
Un gusto pasar por aqui, saludos fraternos desde Uruguay!!!

POR UN PLANETA MAS BELLO!!