segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

PUBLICADO NO JORNAL "O MOSSOROENSE"

" Mossoró-RN, domingo 28 de dezembro de 2008

LAMPIÃO ATACA MOSSORÓ DE NOVO, EM TROVAS

Escrever um livro não é uma tarefa das mais simples. Mas, você já imaginou escrever um acontecimento todo em poesia? Descobrir as rimas mais adequadas, obedecer à metrificação, seguir as regras da trova? Cada verso elaborado dependente de muita reflexão, pesquisa e cuidados especiais. "O Ataque de Lampião a Mossoró - Trovas", nova obra de Gilbamar de Oliveira Bezerra, é a mesma história contada de uma forma diferente, dessa vez com a sonoridade das rimas.
Na lírica medieval, o trovador era aquele artista de origem nobre da Europa que entoava cantigas acompanhado de instrumentos musicais. No Brasil, esse ícone passou por uma transformação e o trovador passou a ser a designação do poeta que faz trova literária, ou seja, escreve um poema composto de apenas uma estrofe, de quatro versos em redondilhas menores de rimas alternadas.
Esse trovador mossoroense conseguiu relatar a investida frustrada do cangaceiro Lampião à cidade de Mossoró com a novidade das trovas. O resultado foi um livro leve, de gostosa leitura e, ao mesmo tempo, divertido. O autor defende que, mesmo existindo um vasto acervo bibliográfico sobre o assunto, sua obra não é repetitiva.
"O frustrado ataque do bando de Lampião a Mossoró terá, sempre, algo mais a ser dito porque a história é feita de inúmeros fragmentos que, ao longo do tempo, vão sendo unidos para formar o grande mosaico da versão completa", destaca.
Para exemplificar tal fato hipoteticamente, ele afirma: "Há o soldado ou o defensor civil que viu, e somente ele viu vamos dizer assim, algo ainda não revelado; um cangaceiro deixou qualquer rabisco com amigos ou familiares e foi descoberto por alguém; um diário feito por outro dos inúmeros seqüestrados pelos cangaceiros, igual ao cel. Gurgel. Todos esses pedacinhos de fatos vão formando a história, que quase nunca é completa porque é praticamente impossível conseguir todos eles."
Além da novidade das trovas, o livro também premia a todos contando com detalhes o episódio e também fala de personagens, como o defensor Gelé e o cangaceiro Menino de Ouro, que são pouco citados ou passam despercebidos por outros autores. O autor explica que os dois personagens foram citados, pois quando publicou seu primeiro livro, "Cangaço - Recordação do Ataque Frustrado", muitas pessoas entrevistadas com vistas à sua confecção se referiram aos dois relatando os detalhes novamente acrescentados ao novo livro. Mas, confessa que nem tudo é verídico. "Ao longo da obra fiz questão de pincelar pontos de ficção somente para torná-la mais atraente e divertida."
Para Gilbamar de Oliveira, "O Ataque de Lampião a Mossoró - Trovas" é somente um pequeno exercício literário caminhando sobre fatos verdadeiros e abraçando boatos sobre uma ocorrência que está sendo contada passo a passo por muitos historiadores, cada um com suas versões, algumas idênticas com pequenos detalhes diferenciados, e suas fontes provavelmente ainda inesgotáveis. "É fácil pensar que mais de cem páginas e incontáveis trovas depois, mas muitas delas descartadas enquanto escrevia, dão uma idéia de quão árdua foi essa tarefa. Com o planejamento, as pesquisas, o início e todas as revisões – fiz umas cinco – do texto até sua versão final levei cerca de um ano e meio", revela.
A escolha pela trova serviu como um desafio idealizado pelo próprio autor e também como uma novidade, uma vez que ninguém havia tido a idéia de relatar a luta dos mossoroenses contra os cangaceiros senão em prosa e cordel. "A trova é uma manifestação poética diferente da poesia em seu todo. E faltava contar a história heróica do povo mossoroense com esse estilo poético. Constatei, encontrando então nessa forma, um filão a ser prospectado pelo primeiro que ousasse. Seria diferente, como realmente ficou, e, sem dúvida, inédito. Eis a razão de ter contado essa história através de trovas", afirma.
Mas, as novidades desse novo título não param por aí. A editora do livro, Biblioteca 24x7, sediada em São Paulo (SP), criou um sistema de leitura on-line que permite ao leitor a possibilidade de conhecer toda a obra, sem necessidade de compra física, somente pagando uma determinada taxa.
O interessado, depois de ler e aceitar os termos da editora via Internet e assumindo o ônus para tanto, recebe uma chave especial on-line para ter acesso ao texto integral e terá um prazo para leitura da obra sem a necessidade de comprá-la.
Para quem estiver interessado em comprar a obra pela Internet, basta acessar o site da editora – www.biblioteca24x7.com.br – e seguir os fáceis passos para a aquisição, ou também pelo site internacional www.amazon.com.
Gilbamar de Oliveira aproveita para informar que pretende lançar a obra em Mossoró, mas sem data ainda definida. "

8 comentários:

Dany disse...

parabéns! vc deve ter ficado radiante com tamanha homenagem, né?!
Mais uma vez parabéns pelo seu trabalho e pelo merecido reconhecimento!
Abraços e um feliz 2009!

Ynot Nosirrah disse...

Companheiro, vem prestigiar seu trabalho, principalmente esse de registrar nossa história. Feliz Ano Novo.

anareis disse...

Estou fazendo uma campanha de doacoes pra montar uma minibiblioteca comunitaria na minha comunidade carente aqqui no Rio de janeiro,preciso da ajuda de todos.Aceito doacoes no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3 Que DEUS abencoe todos nos.Meu e-mail asilvareis10@gmail.com

paula barros disse...

Nada aqui me parece fácil. Admiro quem escreve e enfrenta cada desafio do mundo literário.

Parabéns, fiquei curiosa para ler.

abraços

Chris disse...

Querido, sabe o que dá aquele sorriso no rosto em plena manhã, ligando o computador ? É sentirmos orgulho dos amigos que temos.
Vc merece todo prestígio, porque é talentoso, dono de um dom que Deus lhe reservou e que vc faz juz ao que recebeu Dele. E tem toda uma simplicidade e carinho com os amigos.

Querido, Desejo um 2009 Maravilhoso pra ti e sua família.
Sua amizade e carinho vem em forma de brisa suave.

Bjs,
Chris

Serena Flor disse...

"O Ano Novo ainda não tem pecado:
É tão criança...
Vamos embalá-lo...
Vamos todos cantar juntos em seu berço de mãos dadas,
A canção da eterna esperança."

Mário Quintana

Um grande beijo, um lindo dia, uma ótima semana e
um maravilhoso 2009 pra você!
Com o carinho de sempre...Serena.

Adrisol disse...

hermoso trabajo has hecho, querido amigo y felicitaciones por el reconocimiento, bien merecido......

un abrazo y muy feliz año nuevo 2009!!!!!!!!!

tossan disse...

Abraços e feliz Ano Novo!