sábado, 31 de janeiro de 2009

ESSA SUTIL AMBIVALÊNCIA




Essa sutil ambivalência
no seu belo modo de me olhar
me dá certa impertinência
de umas bobagens imaginar

Estou com dor na consciência
porque não me atrevo nem pensar
essa sutil ambivalência
no seu belo modo de me olhar

Que posso fazer? Paciência!
Não é você que está a me cortejar?
Disso seus olhos dão ciência.
Resolvi, portanto, aproveitar
essa sutil ambivalência

22 comentários:

FERNANDA&ASTROFAX disse...

QUERIDO GILBAMAR... AMIGO DO CORAÇÃO LER-TE É UM PEVILÉGIO PARA MIM... ADOREI ESTE POEMA... VOTOS DE UM BOM DOMINGO...
FERNANDINHA

isis de la noche disse...

ah.. de qué manera tan linda has descrito la posibilidad de imaginar que nos da una simple mirada...

me encantó..

besos

Adrisol disse...

hola amigo!!!!!

que juego de palabras......sutil ambivalencia.........
se nota que tienes un don para la escritura, felicitaciones!!!!!!!!!!!!

un abrazo y buen fin de semana

MarianGardi disse...

Muitas grasias, muyagradecida con sus palbars y visitas a mi blog.
Yo no entiendo el portuges, lamento no poder hacerle comentarios a sus poesias.
Han de ser bien hermosas como su corazon.
Un abrazo fraternal

Giane disse...

Esse poeta apaixonado, cercando seu Amor de versos e rimas por todos os lados.
E presenteando os Amigos com tanta inspiração!

Beijos mil e bom domingo, Amigo Gilbamar!!!

Je Vois la Vie en Vert disse...

A tua subtil ambivalência deixou-me encantada !
Nova decoração no teu blogue, não é ?

Beijinhos verdinhos

Caperucita disse...

Vengo a desearte un buen comienzo de semana.

Bello poema cargado ambibalencia.

Besos.

Marcella Castro disse...

Adorei esse poema! Tão pequeno e tão intenso.
Beijos!

Inside Me disse...

aproveite, meu amigo, aproveite... oh coisa boa essa ambivalência viu, nos faz sentir vivos! \o/ bjs

EU MULHER disse...

Meu amado, realmente estou sempre a lhe cortejar e o meu olhar para você vai ser sempre esse.

Um beijo de sua apaixonada esposa.

Martín Bolívar disse...

bonito poema en una página bella, colorida como vuestro país.

Martín Bolívar disse...

bonito poema en una página bella, colorida como vuestro país.

Ana Maria disse...

Meu querido amigo, lindo poema, e a música encantadora.
Obrigada pela visita e pelo carinho.
Tenha uma segunda de muita paz.
Beijinhos iluminados!

Gabiprog disse...

Estrofas llenas de calidez!!

:)

Un abrazo!

elisabete fialho disse...

Bom amigo tenho cá para mim que ao contrario do que a maioria do mundo masculino afirma, nós é que caçamos vocês apenas se deixam ou não seduzir eheheheh e olha que eu até nem sou FEMINISTA...somente feminina eheheheh
Abraço bom amigo

BC disse...

Muito encantador o seu poema Gilbamar e a imagem deliciosa.
Abraço
Isabel

Diosaoasis disse...

Que bello una sutil de verdad ambivalencia.
Podemos sentir tantas cosas y quedar sin conciencia
Saludito amiguito.

Multiolhares disse...

existem ambivalências boas de desfrutar
beijos

Luiz Caio disse...

Olá Gilbamar! Como vai?

Se a pessoa amada é quem está se achegando, então para que fingir que não se está percebendo não é mesmo?... Seja o que Deus quizer!

TENHA UMA ÓTIMA SEMANA!

SAM disse...

Que encantador, Gilbamar! Adorei, amigo.


Grande abraço!

BC disse...

Gilbamar quando quiser corra a ir buscar um miminho ao meu espaço.
Abraço
Isabel

Fa menor disse...

Subtil e agradável :)

Bjs