sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

SEÑOR TANGO


Foto:Gilbamar de Oliveira




Quem visita Buenos Aires não pode deixar de assistir a um dos diversos espetáculos de tango apresentados em suas casas noturnas e destinados especialmente aos turistas. Antes da viagem, asseguraram-me que o melhor de todos é o conhecido e famoso "Senhor Tango", uma apresentação deveras inesquecível. E que eu não poderia deixar de conferir em hipótese alguma. Assim, seguindo o conselho de quem já tinha ido à capital da Argentina, incluí a sessão de tango no pacote, se bem estivesse cético de que iria gostar de ficar sentado vendo um casal dançando no palco. Coisa mais sem graça! - pelo menos era essa minha expectativa a respeito. Só que tudo que pensei sobre o espetáculo não correspondeu a um milionésimo da fantástica encenação presenciada. Confesso, eu não estava preparado para a inesperada exuberância da verdadeira obra teatral desenrolada ante meus olhos e os olhos de centenas de expectadores de várias partes do mundo.

À hora marcada para o traslado, vinte horas, chegou ao hotel onde nos hospedávamos o transporte conduzido por um senhor alto, um tanto velhusco mas bem humorado, meio galhofeiro com seu indefectível sotaque espanhol. Outros passageiros já se encontravam no micro ônibus, alguns brasileiros inclusive entre nativos de países estrangeiros. Após os cumprimentos formais, cada um disse sua procedência à medida que o motorista acrescentava uma frasezinha marota e fomos, enfim, no rumo do Senhor Tango. Saímos do centro onde estávamos, atravessamos a cidade passando por San Martin, Alto Palermo e proximidades de Caminito, avistando o cassino flutuante, e finalmente chegamos ao local da apresentação. Foi um choque! Positivo, é claro. Deparei-me com uma imensa construção em cujo frontispício, bem no alto e em destaque, o letreiro brilhoso anunciava: "Senhor Tango". Coisa de cinema mesmo. Dezenas de ônibus e automóveis estavam estacionados por todos os cantos em derredor, havia fila na entrada, todos se acotovelando ansiosos para descobrir a magia lá dentro daquele misterioso prédio iluminado por luzes de neón.

Ainda perplexo diante do inesperado, entrei na fila juntamente com os demais, não antes de ouvir do velhusco motorista a recomendação de que quando terminasse o espetáculo ele estaria lá fora segurando uma placa com o número 21. No interior, esperáva-nos um senhor educado que nos indicou a mesa onde ficaríamos. Providência divina, fomos colocados a somente um metro do palco e bem ao lado de uma das escadas por onde circulariam os atores. O cenário que se me descortinou, além disso, deslumbrou-me. Com três galerias em três andares formando um círculo gigantesco, glamouroso, chique, suntuoso, nada devendo aos grandes teatros europeus, a casa de tango se apresentava completamente lotada. Ouvi idiomas dos quatro cantos do mundo, atônito, pasmo, sem voz, envolvido num cenário semi-iluminado onde o luxo pairava como visíveis pontos de diamantes expostos. Os circunstantes, alinhados e esbanjando elegância e bom gosto com suas roupas de primeira linha e última moda, davam um espetáculo à parte.

Um lauto jantar fazia parte da festa antes do show de tango, e os garçons nos informaram que do menu constavam dois pratos além de vinhos e refrigerantes: truta e parilla. Trouxeram como entrada, para cada casal presente, vinho cabernet, água mineral e um petisco coberto de verduras que eu, perdido no glamour do momento, não consegui captar de que se tratava mas cujo sabor era inigualável. Tonto com tanto esplendor eu degustava o vinho e deitava o olhar sobre os quatro pontos cardeais do teatro, enlevado, encantado. Escolhi truta, minha esposa, parilla. Copos tilintavam, vozes e risos à toa ecoavam, flashes disparavam a todo instante. O ambiente destilava alegria e descontração. O jantar, como não poderia deixar de ser, mostrou-se acepipe digno dos melhores restaurantes de Buenos Aires, salvo a dimensão, altura e tamanho da parilla, impossível de ser apreciada em sua totalidade, o que, convenhamos, não desdourou sua perfomance dado o seu notório sabor confirmado por minha esposa. Por volta das vinte e três horas, finalmente, todos empanturrados de vinhos além da comilança charmosa, deu-se o início do esperado Senhor Tango
.


20 comentários:

Vivian disse...

...com certeza esta viagem
ficará para sempre marcada
na alma de vocês, não é Gil?

o mundo é lindo.

bjusss

Stanley Kowalski disse...

Hola!! Estoy muy feliz que te haya gustado Señor Tango, es uno de los lugares mas hermosos de la noche de Buenos Aires. Espero que siga siendo buena tu estadía en mi país. Tuve la suerte de ir muchísimas veces a Rio, y algunos viajes a Bahia, Buzios, etc. Yo estoy enamorado de tu país, he sido muy feliz siempre, aprendí a hablar y a leer en los viajes a Rio, pero lamentablemente no aprendí a escribir.
Seguiré leyendo tu blog, y si alguna vez tenés ganas y voluntad, me sentiré honrado que visites el mío.

Un gran abrazo.

Agulheta disse...

Amigo Gibalmar! Para quem gosta de dança como eu? Se calhar o jantar seria o menos,o tango é algo inesquecivél,para quem gosta claro,os Argentinos nisto são reis e senhores sem dúvida.
Beijinho para o casal se divirtam,a vida pede tal.

Lisa

Naiba disse...

Hola

Muchas gracias por pasar por mi casita y dejarme un comentario, p.q. eso me ha permitido descubrir tu rinconcito y leer todo lo que has puesto sobre Buenos Aires y el Tango.

Saludos.

Isa disse...

Meu Amigo,estou sempre à espera..da
continuação.Belíssimos os seus textos.
Viagem inesquecivel para os dois.
Bom fim de semana.
Abraço.
isa.

Ana Martins disse...

Caro Gilbamar,
deve ter sido um espectáculo de sonho, inesquecível mesmo!

Beijinhos,
Ana Martins

paula barros disse...

Tenho muita vontade de assistir. Fico encantada com esse viajar por aqui através da sua viagem.

abraços

Romicas disse...

Eu adoro dançar!
E quando comecei a ler a descrição desse jantar, pensei que iria acabar por imaginar os dois deslizando pela pista a dançar o tango... Mas só o jantar já deve ter sido uma maravilha!
Um beijo para os dois.

Romicas

Sonia Schmorantz disse...

Obrigado amigo pelas visitas e palavras sempre gentis.
Um abraço e lindo final de semana

manzas disse...

O sol acende a tímida luz do dia
E embarco na viagem que nunca faço…
Abraço manhãs no ceio da chuva fria
Desbravo os ventos em trilhos do acaso

Grato estou pelo comentário
No meu “pensamentos”…
Que adormecem
Ao relento do alento
E enriquecem
Meus esplêndidos momentos

Um resto de um bom fim-de-semana

O eterno abraço…

-MANZAS-

Sônia Brandão disse...

Vim agradecer o comentário e conhecer o seu blog. Gostei do que vi, especialmente do Cordel Desembestado. Voltarei.
Abraços.

Ana Maria disse...

Adoro dançar tango e também ver quem sabe dançar, é uma festa e tanto.
Muitos beijos!

Giane disse...

Amigo, Gilbamar;

Já vi casais dançando o tango e fiquei encantada. Imagine se visse a dança em sua máxima performance com bailarinos profissionais e ainda em uma casa própria para apreciá-la em todo o seu esplendor?

Provavelmente ficaria tão maravilhada quanto Você...

Agradeço de coração por compartilhar esse momento com todos nós, seus Amigos de Boas Palavras!

Em tempo: tem novo selo e um novo desafio lá no blog para Você!!!

Beijos mil!!!

Sendieva disse...

Una de las cosas que he aprendido por los blogs, es que el tango es un baile muy de vuestro pais, cosa que no sabía, aquí en España no es que sea el más usual, pero siempre está presente como cualquier otro.

Yo como mujer que la encanta bailar, supondrás lo que me gusta también el tango, aunque más me hubiera gustado aprenderlo a bailar!!

Muchos besos para vosotros.

Menino-Homem disse...

me senti bem por aqui...
vou voltar!
que prazer!

Caperucita disse...

Me gusta mucho el baile, me encantaría saber bailarlo bien pero solo soy una aficionada.
Un besazo amigo.

Marinel disse...

Veo que lo habéis pasado fantásticamente bien, que os ha impactado el Tango...
Viajar siempre es un placer, y descubrir nuevas cosas,nuevas gentes y costumbres es genial,más si lo haces bien acompañado,¿verdad?
Besos para ti y tu mujer.

Zandali disse...

olá gilbamar,

vim agradecer sua visita ao meu mundinho! demorei por compromissos de trabalho que e deixaram longe da net, c'est la vie...

vou continuar lendo tudo pro aqui..
este post me deu vontade de conhecer buenos aires... deve ser lindo mesmo!!!!!

beijso e boa semana!

cynthia disse...

Hermoso lugar... ;)


besos

@Patrulich disse...

Mi querido amigo, cuánto me alegra que hayas disfrutado de las delicias de mi Buenos Aires querido!
El tango es especial, verdad?
Habrá sido un viaje inolvidable, ojalá!
Un abrazo grande.