sexta-feira, 19 de junho de 2009

A LUA, TEU OLHAR, O SOL, TEU FOGO

Não apenas podo, sou poda,
nem me ocupo em dar nó
somente em pingo dágua
o próprio mar amarrei

Também acho pouco pintar
apenas o simples sete,
é feito tão banal, comum,
pintei foi o 7 de Setembro

Ah, sabe o Mar Morto? Fui eu.
De uma só cajadada matei-o
e deixei o irmão dele,
o Mar Vermelho, ferido gravemente

Já o arco e a íris do arco-íris
usei vergalhões para aquele
e arranquei esta do olho
do gigante morto por Davi

Todas as cores do rainbow
joguei uma a uma cá da Terra
ao exato local do espaço
para formar seu colorido

Desenho as nuvens negras
das chuvas e risco o fósforo
que acende os grandes raios,
bato tambores e formo trovões

As estrelas são minhas lágrimas
fragmentadas em muitos pingos,
a lua e o sol são especiais,
aquela teu olhar, este teu fogo

16 comentários:

Val Du disse...

Que poema lindíssimo.
Cheio de elementos da natureza; muito rico.

Abraços.

Cleo disse...

Gilbamar, que flores lindas emoldurando o poema.
Que elas te tragam o brilho das estrelas.
Beijos com carinho e bom fim de semana.
Cleo

Sonia Schmorantz disse...

Quanta criatividade nesse poema! Muito bonito.
Muito obrigado pelo carinho das visitas, e um feliz final de semana para vocês.
abraço

Paula Laranjeira disse...

intensamente intenso....adorei...tudo fica mais significativo qdo fazemos parte da criação...
abraços

Paula Laranjeira disse...

intensamente intenso....adorei...tudo fica mais significativo qdo fazemos parte da criação...
abraços

Ana Maria disse...

Tu és um grande poeta.
Amei!
Tenha luz , paz e harmonia na sua vida.
Beijinhos harmoniosos.

paula barros disse...

Fantástico!!! Poderia dizer só isso, mas queria dizer mais.

É uma poema de uma exclusividade e criatividade sem limite. Você é muito versátil na escrita, no domínio das palavras, das ideias.

Fantástico!!!!! (de novo, de novo, de novo.....)

Adrisol disse...

creatividad y con muchos elementos naturales!!!

felicitaciones, amigo
buen fin de semana

Anne Lieri disse...

Gil,muito linda e inovadora sua poesia!Adorei de coração!Abraços,

maria disse...

me encantan las rosas ummm su aroma me enagena quien podria vivir sin un bello poema besitos maria

Naiba disse...

Querido amigo

Hace tiempo que no se nada de tí, y al venir a tu casita me he deleitado con tan bello poema.

En mi casita tienes unos regalitos para tí.

Besitos

Meg disse...

O que posso dizer é apenas isto:
"fantástico"!
É para continuar...uma beleza de alma.
abraço
meg

Barbara disse...

Poema de quem tem um poder, uma compulsão de expressão que de tão forte, torna-se assim, parecendo de poder, de foco, muito bonito....

Luísa disse...

Sensibilidade ao rubro neste poema vaso florido de palavras em forma de poema!

Obrigada pela visita ao olhar de perto!Volte sempre, será muito bem recebida!
Beijinho terno,

Luísa

Princesa disse...

lindo adorei este poema
“Eu não desisto assim tão fácil meu amor,
das coisas que eu quero fazer e ainda não fiz.
Na vida tudo tem seu preço, seu valor,
e eu só quero dessa vida é ser feliz”.

um beijo e um bom domingo

Alice disse...

Olha, vc escreve bem demais !!!


muito bem mesmo !!



abraçossssss