quinta-feira, 18 de junho de 2009

GRITO SE NECESSÁRIO!

Gosto de expor meus sentimentos
sem temer ser magoado pela vida
não escondo os meus bons momentos
nem sob o tapete as horas sofridas

Acendo a luz onde vejo a escuridão
mesmo erros arriscando encontrar
a alguém em perigo estendo a mão
ainda que junto ele possa me levar

Todos os mistérios tento resolver
não tenho nenhum medo da verdade
se há algo que eu possa fazer
busco transformar a realidade

A vida é muito curta para chorar
por isso parto em busca do riso
não desejo na tristeza pernoitar
sigo pela estrada do paraíso

Grito se for necessário bradar
sussurro quando o silêncio impera
em prol da vida vou sempre falar
gesto de amor outros assim gera

Não dou um boi para evitar briga
nem uma manada para dela não sair
emito um sorriso e evito intriga
e entrego flores para alguém sorrir

Não me pega o trem na linha que ando
porque brilha e brota da sinceridade
pneus no asfalto não vou cantando
isso é próprio da tola vaidade

Cigarro e bebida vão longe de mim
são venenos que trazem sofrimentos
por que tantos homens buscam o fim
se tem a vida tão lindos momentos?

6 comentários:

Van disse...

Como escreveu suave! ainda com esta trilha sonora! ai ai...
pois é, e quem nao acaba com a vida nos vícios que acha que vão servir pra 'consolar', acaba com a vida nas reclamações diárias e nos desgostos sem motivos... Ê laia! E a vida tem momentos tão belos, não?

Van.
Café da Madrugada.

paula barros disse...

Um belíssimo poema que mostra que a vida tem beleza e nós ditos racionais, temos atitudes irracionais que nos prejudicam, saúde, mente, corpo, espírito.

felicidades!

Dalinha Catunda disse...

Olá Gilbamar,

Passei aqui na curiosidade, terminei parando, lendo e apreciando muito seu poema.
Tem ritmo, suavidade, e exemplo de vida.
"Mandou bem véi!"
Dalinha catunda

La Gata Coqueta disse...

Que bello como siempre y dulce donde las palabras van formando los sentimientos que afloran sin pedir permiso al ser expuestos en un folio en blanco...

Aparte de saludarte te digo que cuando puedas te pases por el blog mis caricias del alma, en el he dejado algo para ti.

Un beso y un abrazo.

Feliz finde de semana para ti y familia!!

Josselene Marques disse...

Olá, amigo!

Belíssimo poema!
A mensagem é maravilhosa, principalmente, no tocante aos vícios. É raro encontrarmos alguém que não tenha sucumbido a eles. Somos privilegiados, então, pois estamos livres dos mesmos.

Um abraço fraterno!

Úrsula Avner disse...

Meu caro Gilbamar, poema de grande sensibilidade ! Muito bonito. Um abraço.