sábado, 8 de agosto de 2009

LEVADO PELA BRISA


Sou o esquecido
na lista de espera,
o "não" que
o pedinte ouve,
o filho da indiferença,
o papel borrão,
o chão onde
todos pisam,
o burro onde
põem a canga,
o espaço
não utilizado,
a fome que
todos sentem,
o espaço vazio
não utilizado,
o sorriso apagado,
traços do invisível,
mancha que não sai,
o medo no teu olhar,
o morto que não morreu
em cuja lápide
alguém escreveu:
"Não passou
de um grão de areia
que a brisa
jogou no mar"

6 comentários:

Vinícius Aguiar disse...

Somos mesmo um nada, diante da imensidão que é o mundo!

Muito bonito, parabéns!

Mai disse...

Somos, estamos e vamos existindo em tudo e nada. E nada somos e somos tudo e somos isto tudo que teu poema denuncia.

Abraços,

Ilaine disse...

Querido Poeta!

Muitas vezes nos sentimos como um grãozinho de areia que se perde no vazio e já não sabemos quem somos e a que lugar pertencemos. Brisa nos leva. Poema lindo, mas triste.

Amigo, perdoe a demora.
Obrigada pela visita no ensaios.
Bom final de semana
Beijo

Josselene Marques disse...

Olá, amigo!
Como sempre, lindo o seu versejar. Embora triste, este poema é uma pérola que nos faz refletir sobre a dura realidade.
Parabéns!
Ótimo final de semana para você e Ana.

anareis disse...

Querida(o) nova(o) amiga(o) ,estou precisando muito de novos amigos pra me auxiliarem no meu projeto. Estou criando uma minibiblioteca comunitária e outras atividades pra crianças e adolescentes na minha comunidade carente aqui na minha comunidade carente no Rio de Janeiro,eu sózinha não conseguirei,mas com a ajuda dos amigos sim. Já comprei 120 livros e também ganhei livros até de portugal dos meus amigos dos meus Blogs: Eulucinha.blogspot.com ,se quiser pode visitar meus blogs do google,ficarei muito contente. A campanha de doações que estou fazendo pode doar qualquer quantia no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3 ou pode doar livros ou pode doar máquina de costura ou pode doar retalhos. Qualquer tipo de doação será bemvinda é só mandar-me um email para: asilvareis10@gmail.com , eu darei o endereço de remessa. As doações em dinheiro serão destinadas a compra de livros,material de construção,estantes,mesas,cadeiras,alimentos,etc. Se voce puder arrecadar doações para doar ao meu projeto serei eternamente grata. Muito obrigado pela sua atenção.

paula barros disse...

Não lembro de ter lido nada triste assim por aqui, pelo menos me marcaram os de sentimentos alegres e de amor.

Mas a beleza da escrita continua imensa.

boa semana!