sexta-feira, 5 de agosto de 2011

A TI AMO

Recorro aos gestos
e falo às mãos
desdobro-me em carícias
divido-me em mil
sou todo afagos
eis-me feito afeição
para expressar
o quanto te amo!

A ti amo tanto
quanto o céu é azul
a lua é dourada
o sol brilha e queima
as nuvens são brancas
a água é límpida
o mar é salgado!

Nesse grandioso amor 
com que me enlaço
flutuo, danço, voo,
sou primavera
viro beija-flor
semeio jardins
de gozo pereço
morrendo em mim
e renascendo em ti.

Gilbamar de Oliveira Bezerra

2 comentários:

Sarah El Khouri disse...

Lindo poema!! Relata a alegria que o amor traz, embora tantas vezes ele seja envolvido por sofrimento.

Malu disse...

Que coisa linda *-*
Parabéns.
Nossa, não tem como comentar.
É difícil achar palavras depois de ler essas, hahaha.

Parabéns, de novo :)

Malu
www.wordsbooksworlds.blogspot.com