quarta-feira, 22 de julho de 2009

SOU ENFEITIÇADO POR TEU SORRISO


Corro atrás do vento, da vida
sigo o curso de corações pulsando
lá vou eu buscando extremos
cá estou a vivenciar o existir

Indubitável, meu Norte és tu
por isso transponho planaltos
cavalgo a brisa e ao teu lado vou
como um satélite da tua rotina

Não temo as tempestades, sorrio
as cordilheiras são montículos
se pretendo chegar logo a ti
piso sobre vulcões e te beijo

É o êxtase do querer que me leva
e os flancos da brisa me perfumam
com a fragrância do teu olor
que tem o poder de me fascinar

Sou vencido somente pelo amor
fico cativo, sou escravo, morro
me entrego, enterneço, me encanto
vou sendo enfeitiçado por teu sorriso

6 comentários:

Adrisol disse...

precioso poema como siempre!!!!!

felicitaciones porque leí que se agotó la primer edición de tu libro de poemas!!!!!!!!!!!

bravoooooooooooo

besos, amigo

Vinícius Aguiar disse...

Não pude deixar de me emocionar com tão belas palavras!! Primeira vez que frequento o seu espaço, e me deparo com algo simplesmente maestral! Meus parabéns! Acompanharei-o com mais frequência!

Abraços!

Josselene Marques disse...

Gilbamar:

Que ótimo!
Fico feliz por você! Parabéns! E que venha a segunda edição do seu livro de contos!
Quanto ao poema, como sempre, mais uma pérola de sua inspiração. Lindo! Versos que expressam toda a doçura desse amor.
Que Deus abençoe vocês. Sempre!

Abraços para ambos.

(Carlos Soares) disse...

É o amor intenso, que transpõe limites, barreiras. E a sua inspiração também, transpondo limites da imaginação e da criatividade e nos trazendo um belo poema. Obrigado pela visita e comentário. Um abraço

Ava disse...

Gilbamar, que amor é esse... que lindo!

Amor que enfeitiça, amor, como redenção de todos os nossos desejos...

"Piso sobre vulcões e te beijo..."

Puxa, falar o que?...

Parabéns!


Beijos e carinhos mil!

Ilaine disse...

Poema e música...uma junção. Lindos, a ponto de enfeitiçar.

Abraço, com carinho