sábado, 11 de julho de 2009

TRAÇOS DE AMOR PROFUNDO


Tanta ternura no teu olhar vislumbrei
nos encantados traços do teu sorriso
e com doce universo mágico sonhei
em tuas mãos vi a chave do paraíso

Quantos belos momentos juntos passamos
um dia era muito pouco para sonhar
ao longo de tantos anos nos amamos
tal amor jamais deveria acabar

Mas quem pressagia a passagem do vento,
que seja capaz de congelar o momento
impedindo que o terno olhar pereça?

A onda espalha a areia num segundo
e até mesmo traços de amor profundo
escondem dos espinhos a aspereza

6 comentários:

Adrisol disse...

hay momentos que quisieramos guardar para siempre.......

gracias por compartir algo tan bello!!

un fuerte abrazo y buen finde

Giane disse...

"Mas quem pressagia a passagem do vento,
que seja capaz de congelar o momento
impedindo que o terno olhar pereça?"

Amigo Gilbamar...

Lindo soneto. Congelar ou prender o vento? Quem dera!

Beijos mil!!!

SAM disse...

Um belo poema, Gilbamar.
Abraço!

Úrsula Avner disse...

Apaixonante soneto meu caro escritor. É sempre um parzer retornar ao seu recanto e me deparar com sua sensibilidade na escrita poética. Bj.

Ilaine disse...

Oi, Gilbamar!

Que traços de amor aqui tão bem cantados em teus versos. Lindo poema.

Beijo

Multiolhares disse...

O amor é único, como únicos podem ser certos momentos que nos querem roubar o paraíso
beijos